Abril 21, 201922 7330430geral@espe.pt

Texto vencedor do concurso literário sobre o Natal

Home / Noticias / Texto vencedor do concurso literário sobre o Natal

“O Natal”

 

O Natal…como falar desta época incrível? Bom, o Natal teve origem na religião cristã, quando nasceu o Menino Jesus. O menino que veio para ser salvador para as famílias cristãs.

Atualmente, temos o Pai Natal para as crianças. Um homem velhinho de cabelos e barba branca, vestido de vermelho que vem do Pólo Norte para distribuir prendas aos mais novos e também aos graúdos.

Se me perguntarem em qual dos dois acredito, eu irei responder que prefiro acreditar no Menino Jesus. Desde sempre fui habituada a sentar-me à mesa na noite de Natal e esperar que toquem os sinos da meia-noite para poder colocar a imagem de Jesus no presépio e depois, mas só depois, receber as prendas.

Para mim, o Natal não é importante pelas prendas, mas sim pela união que se sente nesta época. Não digo isto porque me parece bem, digo porque é o que realmente gosto e sinto.

Gosto de sair à rua de noite e ver as casas todas iluminadas, temos as cidades alegres nesta altura do ano.

Pertenço à igreja e não tenho vergonha de o dizer! Digo com um sorriso verdadeiro e com o meu coração cheio de orgulho. Nesta época tão especial, o grupo de jovens (incluindo eu) para além de participarmos no Banco Alimentar, vamos também todas as sextas-feiras do mês de dezembro, à noite, andar pelas ruas do Porto a distribuir cabazes e refeições aos mais necessitados. Sim, fazemos, isso nesta altura do ano. Se te estás a questionar sobre o porquê de ser só no Natal, eu vou-te responder.

Escolhemos o Natal, porque como já referi no início, é o momento de ter a família unida. E há milhares de pessoas sem essa felicidade.

Então, para mim, o Natal não é só prendas e comida. Para mim, o Natal são os outros! Os outros que passam o Natal sozinhos, os outros que foram esquecidos, os outros que perderam o que tinham, os outros que tudo tentam e nada conseguem para sair à rua.

Mas, o Natal somos todos nós também, somos nós porque temos o poder de mudar a tristeza para a alegria, somos nós que temos o verdadeiro Natal dentro de nós. Por isso, digo-te, este ano, não sejas um “jovem sofá”, segundo o Papa Francisco.

Sai à rua e espalha a alegria, tornando o Natal de muitas pessoas melhor.

Com isto, vou-me despedir de ti, esperando que sejas imensamente feliz e que penses nos outros também!

Bom Natal!

 

Maria Duarte

Cozinha/Pastelaria 1.ºano

Recent Posts

Leave a Comment

Contacte-nos

Envie-nos um email e entraremos em contacto consigo.