Pelas ruas de Espinho, alunos da ESPE guiaram atletas do Campeonato Mundial Escolar de Voleibol

Escola Profissional Espinho

Pelas ruas de Espinho, alunos da ESPE guiaram atletas do Campeonato Mundial Escolar de Voleibol

Na passada, segunda-feira, os alunos dos Cursos Profissionais de Turismo e de Receção, no âmbito do Roteiro Turístico da Cidade de Espinho criado já há alguns anos pelos alunos do curso de Turismo, organizaram um périplo pela cidade para os atletas e equipas técnicas participantes no Campeonato Mundial Escolar de Voleibol. Os jovens atletas das mais variadas nacionalidades tiveram a oportunidade de ser guiados por diversos pontos turísticos da cidade, nomeadamente a Câmara Municipal, o Parque João de Deus, a Biblioteca José Marmelo da Silva, a Feira Municipal, o Fórum de Arte e Cultura de Espinho (FACE) e a Piscina Solário Atlântico, claro sem dispensar uma passagem pelas praias da cidade. Nestes diversos locais os atletas, divididos em grupos de diferentes equipas, foram guiados na língua inglesa pelos alunos que lhes deram a conhecer aspetos históricos e arquitetónicos da cidade e que aproveitaram para treinar as competências técnicas que têm vindo a adquirir ao longo do seu curso.Muitos aproveitaram também para fazer novas amizades e trocar impressões sobre os seus países, cultura e costumes e até aprender palavras novas nas diferentes línguas. Esta dinâmica foi possível também devido à colaboração dos colaboradores do FACE e também da Piscina Solário Atlântico, que enriqueceram com mais informação a visita a estes locais.

Caroline Alves, aluna da nossa escola e estudante do Curso Profissional de Turismo, já no segundo ano, referiu acerca desta atividade, que para ela “foi uma experiência muito positiva. Foi algo de único e diferente conviver com pessoas de outras culturas e vivências diferentes das nossas.” Os atletas “gostaram muito de conhecer um pouco mais de Espinho, sendo a praia o local mais apreciado pelos jovens”. No caso desta aluna coube-lhe guiar os atletas da Lituânia, Roménia e Hungria. Declarou ainda que “esta experiência é muito importante para a nossa formação escolar. A oportunidade de falar inglês e de guiar turistas é uma pequena preparação do que podemos enfrentar no futuro”.
Esta foi certamente uma experiência muito enriquecedora para os alunos e também para atletas, que ficaram a conhecer melhor a cidade através de jovens como eles, que com esta oportunidade aguçaram ainda mais as suas competências profissionais, divulgando a cidade e promovendo este projeto da ESPE.

No Comments

Add your comment